fbpx

O dia-a-dia do profissional de saúde pode ser muito estressante. Entre atender pacientes, manter um bom relacionamento com eles e gerenciar uma clínica e a própria equipe, 

São muitos aspectos e detalhes para dar atenção. No fim do dia, tudo que o médico quer é distrair a cabeça com algum entretenimento. E por que não um filme que tenha a ver com a sua carreira?

Filmes sobre médicos sempre atraíram pessoas aos cinemas, que mostram os emocionantes esforços dos profissionais em conseguir o tratamento para doenças. Ou no trato com seus pacientes, por vezes com ensinamentos sobre a vida. Muitos deles se tornando referência para os médicos.

Por isso listamos 10 filmes que todo médico deve assistir. Além de entreter, são ótimos para refletir sobre a carreira da medicina. Confira a lista abaixo.

Patch Adams – O Amor é Contagioso

O filme conta a história do Dr. Hunter Adams que, após uma tentativa de suicídio, se torna um respeitável médico e ajuda levando alegria a seus pacientes.

Patch enfrenta o desafio dos colegas de classe, que julgam mal seu modo de alegrar os pacientes, mas seu modo único de encarar os desafios acaba por convencê-los, e ao mundo todo, de que o amor é contagioso.

“Patch Adams” mostra que a medicina pode seguir por um caminho mais leve, lembrando sempre do ser humanos por trás da doença, diferente da forma mais técnica que é passada nas faculdades.

O Óleo de Lorenzo

Esse drama, baseado em fatos reais, dirigido por George Miller, conta a história da luta do casal Augusto e Michaela Odone (Nick Nolte e Susan Sarandon) para encontrar a cura de uma raríssima doença degenerativa contraída pelo seu filho, Lorenzo.

Os médicos deram dois anos de vida ao menino, mas os pais não se conformaram. Resolveram pesquisar, por conta própria, modos de encontrar uma possível cura, mergulhando de cabeça na misteriosa doença.

Clube de Compras de Dallas

O filme, que rendeu um prêmio do Oscar de Melhor Ator à Matthew McConaughey, mostra o crescimento da AIDS nos anos 80, época em que havia muito pouca informação sobre a doença, e nenhuma cura.

McCounaghey é Ron Woodroof, um eletricista de Dallas que, após ser diagnosticado com a doença,  faz uso de remédios ilegais para criar um tratamento alternativo para si e atender pessoas que não conseguiam um tratamento hospitalar decente. E enfrentou inúmeros obstáculos para isso.

Um Golpe do Destino

Estamos tão acostumados a ver o médico como aquele que cura que esquecemos que eles, por vezes, também podem ser o paciente. É o que acontece nesse filme com Jack McKee,  personagem de William Hurt, um renomado cirurgião que é diagnosticado com câncer.

Arrogante e indiferente aos seus pacientes, McKee passa a ver as coisas pelos olhos dos pacientes e, com a ajuda de uma mulher fatalmente doente, mas muito corajosa, entende a necessidade de demonstrar compaixão em sua profissão.

McKee entende que a relação médico-paciente, a humildade e a empatia são tão importantes quanto o tratamento em si.

Tempo de Despertar

Mais um filme com Robin Williams na lista. Dessa vez Williams é o neurologista Malcolm Sayer que, no final dos anos 60, começa a usar a droga L-DOPA para tratar de pacientes com o Mal de Parkinson e em estado catatônico, em um hospital psiquiátrico.

O filme mostra todo o amor e dedicação de Sayer a outros internos, suas conquistas e frustrações com os resultados negativos que aparecem com os efeitos colaterais do tratamento. E as questões éticas que são levantadas.

Baseado na vida do Dr. Oliver Sacks, não deixe de ter uma caixa de lenços ao seu lado quando assistir.

Um Método Perigoso

O filme mostra a interação entre os pais da psicanálise, Carl Jung (Michael Fassbender) e Sigmund Freud (Viggo Mortensen), em uma parceria que mudou os rumos das ciências, no tratamento de uma jovem russa, Sabine (Keira Knightley).

Durante o tratamento Sabine se torna amante de Jung e, logo depois, confidente de Freud, o que causa atrito entre ambos. O filme aborda ambas as vertentes, jungianas e freudianas, e joga uma luz na histeria, uma doença comum, mas quase nunca comentada, nos dias de hoje.

Contágio

A prova de que a vida imita a arte, e vice-versa, é esse filme de Steven Soderbergh, que mostra o esforço de vários médicos e equipes ao redor do mundo para encontrar a cura de uma misteriosa doença que se transformou em uma pandemia.

Aqui o interessante é ver o uso da telemedicina entre as equipes da área da saúde, que precisam constantemente trocar informações para identificar o vírus e, assim, criar uma vacina para acabar com o pânico geral da população.

Mãos Talentosas – A História de Ben Carson

Cuba Gooding Jr. interpreta o Dr. Ben Carson que, aos 33 anos, nunca acreditou que se tornaria um dos neurocirurgiões mais renomados em seu campo devido a sua infância pobre. 

Superando os desafios de uma vida difícil, as dificuldades na escola, Carson se torna o melhor da classe e se forma, chegando à realizar cirurgias de alto risco com êxito. Além de ter contribuído para o avanço da medicina e criado um centro de operações neurológicas. Seu trabalho é reconhecido até hoje nos Estados Unidos.

Quase Deus

Aqui vemos a história de Thomas Vivien (Mos Def) que sonhava em exercer a medicina desde que era marceneiro. Enquanto trabalhava como faxineiro de laboratório na época da Grande Depressão, conheceu o Dr. Alfred Bablok (Alan Rickman), cirurgião-chefe da universidade Johns Hopkins..

Bablok vê a grande criatividade e inteligência de Vivien e o convida para formar uma parceria, que renderia uma das maiores descobertas da área. O trabalho de Vivien e Bablok salvou a vida de várias crianças na época.  

Um Homem entre Gigantes

Nesse filme de 2015, Will Smith é o patologista forense Bennet Omalu, que luta para conscientizar a população ao descobrir uma correlação entre o futebol americano e uma doença que causa trauma cerebral nos jogadores.

Omalu vê sua vida e a das pessoas ao seu redor estarem sempre em constantes ameaças pela própria NFL, determinada a fazê-lo desistir de divulgar sua pesquisa. 

_

O que achou da nossa lista de filmes de médicos? Tem algum que ficou faltando e é importante para você? Deixe seu comentário.

Categorias: Marketing Médico

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *