fbpx

Anda pensando em cortar gastos? Em palestras e textos motivacionais, é comum ouvir que a palavra em chinês para “crise” é formada pela junção de dois caracteres que representam “risco” e “oportunidade”. Essa declaração, muito popularizada pelo presidente americano John Kennedy, não passa de uma grande falácia. Isto por que, ao invés de “oportunidade”, o ideograma representa “momento crucial”, o que, somado ao ideograma de “risco”, propõe uma ideia bastante diferente de “oportunidade”.

A crise nos faz cortar gastos!

A crise é, na realidade, é um momento de instabilidade no qual todo empresário precisa estar atento às formas de manter seu negócio estável. Isso passará, inevitavelmente, por cortar gastos. Na crise, o dinheiro passa a valer menos, o que exige um gasto mais qualificado, mas também não é possível diminuir a qualidade do serviço, pois existe o risco de perder pacientes e ficar para trás da concorrência. A grande questão que surge nesse momento é:

Como cortar gastos sem afetar a qualidade do serviço?
  • Faça uma análise das suas despesas

A análise das finanças é um passo essencial para um diagnóstico assertivo das despesas. Reúna todas as contas, extratos, despesas e receitas de seu consultório, organize-os por meses e faça uma análise a partir de alguns questionamentos: Como foi o fluxo de caixa? Qual foi o retorno? Onde você errou? E os acertos? Onde é possível cortar gastos?

Desta forma, elabore um relatório completo sobre as movimentações de seu consultório e procure por pontos que não funcionaram ou que carecem de melhorias.

  • Procure formas pequenas de economia

Nem sempre vai ser possível fazer grandes mudanças. Aluguel, salários e impostos, por exemplo, são custos nos quais dificilmente se poderá cortar gastos. Mas, com criatividade, pode-se encontrar pequenas formas de economizar que, somadas, resultarão em uma boa economia. Trocar as lâmpadas pelas que geram menos gastos, optar por equipamentos que consumam menos energia, produtos de limpeza mais baratos e estabelecer metas para diminuir o gasto de água são algumas mudanças que podem trazer grandes resultados.

Além de custos diretos, economizar tempo também pode gerar resultados importantes em longo prazo. Por exemplo: um determinado hospital estava recebendo muita demanda de trabalhos de parto e não conseguia dar conta. Pensaram, em um primeiro momento, em construir uma nova ala específica para partos, mas notaram que as pacientes, após a operação, permaneciam tempo demais no leito, podendo ser liberadas muito antes. Otimizando o processo de liberação, o investimento em um novo ambiente não foi necessário e mais partos passaram a ocorrer em menos tempo.

  • Negocie com seu fornecedor

Uma forma de cortar gastos e otimizar a utilização dos seus recursos é negociar com fornecedores. Pegue sua lista usual de compras e mostre-a para diversos fornecedores para ver quanto eles cobram. Desta forma, você pode negociar individualmente uma proposta que seja lucrativa para ambos. Uma boa dica é tentar firmar parcerias em longo prazo.

  • Invista em tecnologia

Já falamos algumas vezes sobre isso aqui no blog. Com o investimento em tecnologias, você economiza em diversas formas, agiliza os processos do seu consultório e ainda se alinha com as práticas utilizadas em todo o mundo. Com o agendamento online de consultas, por exemplo, você irá cortar gastos com telefones, além de agilizar e facilitar todo o processo. Há também a entrega de resultados online, que gera economias em impressão, papel, energia e tempo.

Com os softwares de gestão, como o Visual ASA e o Conclínica, você facilita a vida de pacientes, médicos e outros colaboradores. Além disso, eles aumentam a produtividade e diminuem consideravelmente os custos do consultório, sem contar que gerarão dados sobre os processos a partir dos quais você poderá traçar novas estratégias.

  • Aproveite as oportunidades

No planejamento financeiro, não podemos contar com as grandes oportunidades que possam surgir inesperadamente. No entanto, é importante que haja abertura e dinamismo capazes de aproveitá-las. Esteja sempre disposto a mudar, a pensar fora da caixa, a encontrar soluções alternativas, pois desta forma você estará receptivo quando a grande oportunidade que você espera aparecer.

Para cortar gastos é preciso sensibilidade e criatividade!

Converse com seus funcionários, pesquise, informe-se e se planeje com mais cuidado do que nos anos anteriores. Caso sinta dificuldades de planejamento e gestão, converse conosco clicando aqui e veja como podemos te ajudar.


mm

Ieda Ferreira

Publicitária, redatora, apaixonada por romances e dias de sol. Descobriu na dança uma terapia e, ao ir ao cinema sozinha, a maravilha que é estar em sua própria companhia.

0 comentário

Deixe uma resposta

placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *