fbpx

Montar um consultório médico próprio e eficiente exige grande responsabilidade e uma boa capacidade financeira, além de disposição para criar estratégias de captação de pacientes, como redes sociais e blogs, e superar os imprevistos. Em um início de carreira, recém-formado, são pontos que podem ser difíceis para um médico.

Por essa razão, cada vez mais, profissionais da área da saúde estão investindo em um modelo de atendimento inovador baseado na coparticipação. Esse novo modelo se chama Coworking para Médicos. E vamos explicar para você como esse modelo de trabalho funciona.

Economia compartilhada em coworking para saúde

O modelo em questão trata-se de uma vertente da economia compartilhada na qual há utilização de espaços amplos e comuns para o atendimento de pacientes.

Ao contrário dos consultórios usuais onde se tem um médico que trabalha sozinho ou poucos dividindo o local, o espaço de coworking é destinado a várias modalidades médicas com estrutura ideal e organização para realizar consultas e exames.

Em linhas gerais, a economia compartilhada é vista como uma nova tendência entre os consumidores na qual há uma divisão do uso ou da compra de produtos e serviços, ou seja, é um consumo baseado na colaboração. Essa forma inovadora de consumir vem facilitando o trabalho de profissionais em vários ramos e, em especial, os da área da saúde.

Coworking médico: como funciona?

O sistema de coworking médico é pautado em uma taxa fixa ao mês pelo uso do espaço comunitário, com todos os equipamentos necessários a ele e aos demais profissionais, somado a uma tarifa calculada pelos minutos em que o consultório foi utilizado. Isto é, não há cobrança de percentual sobre o atendimento médico e o próprio profissional decide o valor do serviço.

O médico é integrado a esse sistema, e escolhe os dias, os espaços e os horários que estará disponível para realizar as consultas ou exames e, assim, nos dias desejados, atenderá seus pacientes com toda a organização e a tecnologia adequadas.

Benefícios de um coworking médico 

Os espaços de consultórios compartilhados podem proporcionar ao profissional da saúde inúmeras vantagens. Listamos algumas para você:

  • Baixo investimento inicial: o médico que deseja abrir um consultório não dependerá de uma grande quantia em dinheiro para isso, já que o espaço terá todo o suporte de que precisa;
  • Poucas despesas: por ser um local colaborativo, as despesas serão divididas, assim como os espaços. Haverá grande economia e corte de gastos se comparado a abertura de um consultório próprio.

E existe o modelo de pagamento em pay-per-use, onde o médico somente pagará pelos minutos que durarem as consultas.

  • Estrutura Completa: a proposta do coworking é ter um espaço de trabalho co-participativo, com infraestrutura completa e agradável, oferecendo toda a estrutura ao profissional;
  • Flexibilidade: a praticidade em poder reservar os espaços em dias e horas pré-definidos facilita o trabalho, além de dar mais liberdade para a agenda médica dos profissionais que o utilizam;
  • Integração das especialidades: várias especialidades médicas podem trabalhar em conjunto num mesmo espaço. Além disso, há a troca de experiências e recomendação de pacientes entre uns e outros.

O coworking médico é uma nova forma de trabalho inovadora e econômica que pode perfeitamente atender as necessidades de um médico para executar seu trabalho da melhor forma. 

Para os médicos que acabam de se formar e acabaram de finalizar a sua residência, e não tem como arcar com os gastos iniciais de abrir a sua própria clínica, ou mesmo para aqueles que buscam formas alternativas para exercer suas atividades, um coworking clínica pode trazer muitos benefícios e gerar várias oportunidades para profissionais dessa área.

Conheça o Conclínica, um software de gestão online e saiba como facilitar a organização da sua agenda médica e de todos os outros serviços do seu consultório ou da sua clínica.

 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *