fbpx

Infelizmente em uma faculdade de medicina você não aprendeu como é complicado e trabalhoso gerir a sua própria clínica. Cuidar de pequenos e grandes aspectos do dia a dia de um estabelecimento e ainda atender os pacientes que chegam.

Gerenciar uma clínica ou um consultório demanda muito tempo e atenção, dois itens que são extremamente importantes quando se está no atendimento médico. Infelizmente, não dá para atender os enfermos e ainda se preocupar com as tarefas gerenciais ao mesmo tempo.

Ainda se levarmos em conta que, se olharmos uma clínica como um negócio e os pacientes como clientes, o médico lida com o bem mais preciso daqueles que recorrem à ele: a vida. Buscar uma constante melhoria no seu estabelecimento passa a ser essencial. O que reflete diretamente na satisfação do cliente.

Por isso é importante que você passe a gerenciar melhor os processos em seu consultório hospitalar. Otimizando seus afazeres diários, você dedica melhor o seu tempo no atendimento ao paciente. Todos saem ganhando.

Quer saber mais sobre gestão de processos e como aplicar na sua clínica? Continue lendo.

O que  é a gestão de processos?

Um conceito que surgiu na área de negócios, a gestão de processos foi adaptado para o setor hospitalar com o mesmo intuito: atender as rotinas de uma empresas de qualquer porte. No caso da saúde, analisar e melhorar continuamente os processos de um consultório ou clínica.

O objetivo principal é atender melhor às necessidades dos pacientes com uma melhora e otimização nos processos, tornando-os mais organizados e de modo mais eficiente pela equipe.

Quando implementado de maneira correta, a gestão pode:

  • Aumentar a produtividade da equipe
  • Economia de gastos e aumento na renda
  • Garante a segurança dos dados tanto de médicos quanto de pacientes

Agora que você já sabe dos benefícios de gerir melhor os seus processos, vamos mostrar como fazer isso.

Organize suas Tarefas

Em primeiro lugar é importante ter uma visão macro do seu consultório. Sabendo todos os processos que ocorrem na clínica, faça um mapa de todas as atividades que ocorrem para descobrir aquelas que tomam mais tempo ou são mais dispendiosos.

Para isso, faça um fluxograma com dessas etapas, para melhor visualizá-las e de forma mais clara. Dessa maneira é possível saber quais processos dificultam ou tomam mais tempo em sua execução, para assim melhorar a sua performance ou, até mesmo, eliminar tais tarefas. 

 

Mas tenha o cuidado e a certeza de somente eliminar as tarefas desnecessárias e que não afetam o operacional da clínica. Assim você evita qualquer prejuízo com erros superficiais.

No final, todos os profissionais envolvidos passam a ter uma melhor compreensão das suas responsabilidades, executando as atividades com mais atenção e diminuindo os erros acidentais.

A tecnologia é sua aliada

O próximo passo é combater o desperdício de tempo. A tecnologia atua como uma importante aliada nessa parte do processo de otimização de tarefas em uma clínica. Assim você pode se dedicar mais e melhor em outras tarefas que exigem a sua atenção.

É aqui que um sistema de gestão hospitalar chega para ajudar, agilizando toda a rotina da sua clínica para facilitar seu gerenciamento e aumentar a rentabilidade. Aqui destacamos 4 aspectos em que um bom sistema pode ajudar o seu dia a dia:

  • Prontuário Eletrônico: acabando com mal entendidos de um prontuário físico (como a famosa “letra de médico”, por exemplo), o prontuário eletrônico compila o histórico de tratamento e atendimento para cada paciente. Dentre as vantagens, o formato digital facilita o acesso por outros médicos quando necessário. Leia mais sobre o prontuário eletrônico e suas vantagens para o atendimento.
  • Agendamento online: ótima ferramenta que facilita a marcação de consultas para o paciente além de, entre as muitas vantagens que falamos aqui no blog, diminuir em muito a incidência de faltas a consultas marcadas. 
  • Controle Financeiro: manter uma clínica exige uma grande organização com o financeiro. E esse é outro aspecto que a tecnologia pode ajudar, especialmente no fluxo de caixa do seu consultório.

Também falamos mais 9 dicas para manter a saúde financeira em seu consultório.

  • Faturamento TISS: um modelo digital do padrão TISS agiliza o seu dia a dia e garante o sigilo dos dados de ambos paciente e plano de saúde.

Aqui no blog falamos sobre como ele pode ajudar mais você.

Quais métricas devo estabelecer na minha clínica?

Tão importante quanto iniciar melhorias nos processos de gestão é saber se, de fato, tais melhorias estão dando certo. Por isso é essencial acompanhar os resultados e métricas estabelecidas para medir os níveis de produtividade almejados.

O Conclínica, além de trazer inúmeras vantagens aos seus processos também conta com relatórios de performance, com indicadores de performance que mostram se os processos implementados estão atingindo os resultados que você pretende.

Como principais indicadores você pode estabelecer:

  • Agendamento;
  • Faturamento;
  • Financeiro;
  • Estoque;

É importante que você, visando atingir as metas estabelecidas, também treine e capacite seus funcionários, para que eles também vejam como melhorar seus processos facilitará o seu trabalho no dia a dia.

Conclusão

Gerir uma clínica não é trabalho fácil. Cuidar de vários aspectos, estoques e o principal, ter tempo para atender os pacientes da melhor forma, exige dedicação e organização.

Com um gerenciamento eficiente em seus processos, sua clínica só tem a ganhar. Por isso é importante escolher um sistema de gestão web que o ajudará a desempenhar todas as tarefas necessárias da melhor forma.

Experimente as vantagens de usar o Conclínica com um teste grátis.

Categorias: Tecnologia

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *