fbpx

Se você tem uma clínica, seja qual for o porte, é essencial ter muita atenção à gestão financeira. Um dos erros mais comuns no mercado é a mistura das contas do empreendimento com as pessoais do médico, que pode resultar no fechamento do negócio.

Normalmente, o empreendedor utiliza capital próprio ou até de um empréstimo pessoal do banco para dar início ao sonho da própria clínica. Com isso, muitos não enxergam problema em utilizar o dinheiro do caixa para pagar uma conta de supermercado, por exemplo, ou até custear um fornecedor de equipamentos médicos com finanças pessoais.

A linha é tênue e, caso essas duas contas não sejam separadas desde o início, a sobrevivência do seu negócio pode estar em risco.

Ficou interessado? Continue lendo este artigo e saiba como separar as suas finanças de pessoa física e jurídica.

 

Conheça as finanças da sua clínica e da sua vida pessoal


Muitos médicos empreendedores não fazem ideia do quanto a clínica está faturando, quais são os gastos recorrentes e quanto gastam na vida pessoal. Isso acontece, principalmente, porque eles focam no desenvolvimento profissional de sua especialidade, mas dificilmente estudam ou veem a necessidade de contratar um profissional de finanças para organizar essa parte.

Escolha uma ferramenta, que vai de uma planilha até o uso de um software ou aplicativo, ou contrate um profissional para colocar todos os seus gastos na ponta do lápis. É imprescindível que em 3 meses você consiga responder a média de faturamento mensal da clínica e sua pessoal, e o quanto costuma gastar em ambas as áreas.

 

Tenha uma conta como pessoa física e outra como jurídica


Para não confundir mais esses dois capitais, tenha uma conta pessoal e outra para a sua clínica, o mesmo vale para o uso de cartões e talões de cheque. Suas despesas pessoais não devem ser pagas pela sua conta pessoal e a receita da clínica deve ficar na conta jurídica.

O pró-labore, salário dos sócios da clínica, deve ser encarado como uma conta mensal da clínica e é com ele que você fará suas transações financeiras pessoais. Lembrando que esse valor não pode corresponder a todo o lucro da empresa, se não você não terá capital de giro.

 

Organize o fluxo de caixa da sua clínica


Para ter um
planejamento financeiro e evitar linhas de crédito é preciso ter controle do que está entrando e saindo da sua clínica. Organizando o fluxo de caixa você conseguirá fazer projeções diárias, semanais, mensais e até anuais.

O Conclínica é um sofwtare de gestão que oferece o recurso Controle Financeiro, experimente gratuitamente.

 

Faça uma reserva financeira pessoal e outra para a clínica


A reserva financeira é um recurso que pode e deve ser aplicado tanto na sua vida pessoal como na sua clínica. Tê-la significa estar preparado para imprevistos e ainda ter capital para investimentos.

Para a clínica: esteja pronto para demissões inesperadas, modernização dos equipamentos, investimentos em especializações, contratação de novos profissionais, obras.

Para a sua vida pessoal: organize-se para trocar de carro, fazer viagens, pagar contas de casa e da família.

Separar as finanças pessoais da empresa é imprescindível para a saúde financeira da clínica. Analise os resultados do empreendimento e decida qual será a porcentagem dos lucros reservada para as melhorias do empreendimento. Faça o mesmo com o seu pró-labore, defina uma porcentagem mensal para os seus imprevistos e objetivos.

 

Conte com a ajuda de um software médico


Para auxiliar o dia a dia das diversas áreas da clínica, que vão do atendimento até o financeiro, escolha um
sistema médico com recursos que atendam o seu modelo de gestão e que te ajude a manter as contas pessoal e da clínica separadas. Automatize tarefas, tenha mais agilidade em todos os setores e acompanhe o fluxo financeiro em tempo real com o Conclínica.

 

Categorias: Gestão

mm

Ieda Ferreira

Publicitária, redatora, apaixonada por romances e dias de sol. Descobriu na dança uma terapia e, ao ir ao cinema sozinha, a maravilha que é estar em sua própria companhia.

0 comentário

Deixe uma resposta

placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *