fbpx
Como evitar as queixas no consultório médico?

Quando um paciente sai de uma consulta médica pode ter a impressão de que o profissional não o atendeu da melhor forma e pensar “ele não me examinou direito” ou “ele não me perguntou nada”. Essa situação pode ocorrer por vários motivos, dentre eles a falta de profissionalismo médico ou uma deficiência na comunicação entre as partes. Por esse contexto (essa situação) o que acham? acontecer mais do que deveria, colocamos neste artigo algumas dicas de como evitar queixas no consultório e realizar uma consulta corretamente.

Quando um especialista faz uma consulta é importante que ele coloque em prática o que lhe foi ensinado ao longo de sua formação. Uma das principais coisas que se aprende sobre a entrevista clínica é a importância de se ouvir o paciente. Para que ele dê um diagnóstico é preciso escutar atentamente o que o paciente tem a dizer, junto com perguntas gerais, como os sintomas, período de início e o local do corpo afetado. Ainda é de extremo valor realizar perguntas mais específicas, como as relativas ao histórico familiar ou viagens recentes que podem ter desencadeado tais incômodos.

Essa etapa deve durar o tempo necessário para que se entenda o que está havendo com o paciente. Acelerá-la ou reduzir sua relevância é um erro!

Durante a consulta há um protocolo a ser seguido. Este se chama tríade médica e entende-se como: ver, sentir e escutar. Esse procedimento simples garante uma boa avalição do estado do paciente.

  • VER: olhar o paciente por completo, avaliá-lo sem deixar passar nada e procurar possíveis causas. Cada especialista irá observar sua área de domínio.
  • SENTIR: tocar o paciente de forma a identificar os sintomas. 

Atenção: é nessa etapa que se costuma ter muitas queixas dos pacientes avaliados. Eles fazem reclamações relativas à falta de toque do médico, “ele nem encostou em mim”. Vale observar que em alguns casos, essa etapa torna-se desnecessária, já que o médico pode lhe conferir o diagnóstico com certeza utilizando apenas as duas outras.

  • ESCUTAR: não apenas escutar o que o paciente tem a dizer, mas também o próprio corpo. Com a ajuda de algum aparelho deve-se ouvir os sons que o corpo produz para detectar um possível problema.

Além dos estágios do atendimento, há uma série de cuidados que devem ser tomados para evitar reclamações:

  • Manter um preço justo ajuda na manutenção dos pacientes e na satisfação dos mesmos;
  • Ter profissionais qualificados, respeitosos e dispostos a ajudar e entender as demandas é primordial para uma boa avaliação do estabelecimento;
  • Investir em comunicação interna e externa para sanar dúvidas de pacientes e dos próprios funcionários contribui para a diminuição de falhas na gestão. A comunicação é a grande chave para o sucesso. É por meio dela que as partes serão ouvidas e esclarecidas;
  • Ser uma clínica ou um profissional flexível quanto aos horários, formas de pagamentos e planos credenciados pode influir em uma melhora no relacionamento com os clientes.

Por fim, saber a forma correta de atendimento clínico e manter um diálogo eficiente faz toda a diferença na hora do serviço. 

Conheça o Conclínica e saiba mais formas de melhorar seu atendimento médico.

 

 

 


mm

Ieda Ferreira

Publicitária, redatora, apaixonada por romances e dias de sol. Descobriu na dança uma terapia e, ao ir ao cinema sozinha, a maravilha que é estar em sua própria companhia.

0 comentário

Deixe uma resposta

placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *