fbpx

A tecnologia já está entre nós há tempos. E cada vez mais vem facilitando inúmeros aspectos da nossa vida. Nos ajuda a encontrar o que queremos e esclarece nossas dúvidas. Mas os avanços mais extraordinários são no campo da saúde e medicina.

O uso de softwares, aparelhos eletrônicos e tratamentos trouxe várias facilidades. Em amplos aspectos da área da saúde, a tecnologia chegou para ajudar tanto o profissional quanto paciente.

Veja o caso da medicina diagnóstica, por exemplo. Ambos, medicina e tecnologia, se unem para reduzir o tempo da recuperação dos pacientes. Agiliza exames e resultados, sem a necessidade de procedimentos invasivos.

Como você pode perceber, uma transformação tecnológica veio para agregar ao atendimento médico e ao tratamento dos pacientes. Com o objetivo de melhorar suas práticas.

Quer saber mais dessa parceria medicina-tecnologia? Continue lendo para entender mais.

A revolução tecnológica para a área da saúde

Surgem cada vez mais novas tendências no ramo da tecnologia. Tudo com o intuito de ajudar a suprir e agilizar necessidades médicas como:

  • Gestão clínica;
  • Atendimento;
  • Marketing;
  • Precisão em diagnósticos.

Mas não são somente médicos que tiram proveito dessa revolução. Os pacientes hoje fazem uso de aplicativos para monitorar condições de saúde. Com isso, podem recorrer ao médico antes mesmo que tal condição se torne grave.

Tais avanços e transformações ajudam na interação de ambas as partes. E auxiliam na promoção da saúde. Mesmo devagar, já é notável o quanto a tecnologia à serviço da medicina já percorreu.

Outro exemplo incrível é o uso de robôs e tecnologia 3D em cirurgias de risco. Como em cérebros e lugares inacessíveis do corpo humano. Com isso, cai drasticamente a chance de sequelas no paciente ou de fadiga por parte do médico. 

E como a tecnologia está sempre mudando, é de suma importância que se acompanhe as novidades. Em várias áreas, novas tendências estão constantemente chegando ou se atualizando para ajudar o médico à melhorar seu atendimento.

Já deu para perceber que tecnologia e saúde estão cada vez mais de mãos dadas, não é? Listei abaixo outros pontos que farão você perceber porque deve informatizar sua clínica.

Facilita a promoção de prevenção à saúde

Sabemos que quando se trata de doenças sérias, a detecção em seus estágios iniciais é de suma importância. Principalmente enfermidades como o câncer, por exemplo. Nisso a tecnologia se tornou uma grande aliada da medicina.

Hoje há aparelhos que tornam possível encontrar doenças logo no início. O que torna o tratamento e, por consequência, a recuperação do paciente, algo muito mais simples. E menos traumático. Antes levava anos para tais tumores e danos serem detectados.

Exames como a mamografia, por exemplo, se feitos na periodicidade correta, agora tornam-se essenciais para evitar o câncer de mama. Com os avanços tecnológicos, é possível detectar formações anômalas logo em seu início. Do contrário, as chances de eliminar tais tumores se torna cada vez mais difícil. Às vezes, levando ao óbito.

Esses avanços permitem trabalhar melhor a prevenção da saúde e em tratamentos que aumentam a longevidade do paciente, de maneira mais econômica, atuando melhor na qualidade de vida da população. 

Prontuário Eletrônico: todos os dados a um clique do médico

Com o prontuário eletrônico o dia a dia do médico se torna muito mais simples. Armazenando todos os dados do paciente na rede, ele agiliza a procura que antes era somente em pastas e arquivos físicos.

Fica mais fácil e confiável de transferir para um médico que precise, apenas permitindo acesso à nuvem. E evita os erros pela famosa “letra de médico”, já que tudo é digitalizado. E você pode customizar o prontuário de acordo com suas necessidades. Isso porque facilita ainda mais o atendimento.

Lembrando que os dados que compõem um prontuário são pessoais. Relativos à vida do paciente. O Conclínica oferece um serviço com certificação e segurança forte para evitar a perda e extravio de dados. Conheça mais das funcionalidades do nosso software.

Redes Sociais: uma poderosa ferramenta de divulgação para o médico

Antes você dependia do popular boca a boca para conseguir novos pacientes e ser divulgado. Agora a tecnologia também dá amparo nessa parte tão importante.

As pessoas não consultam mais as listas amarelas. Agora elas recorrem ao Google para procurar um consultório ou um especialista que seja perto de sua localização e bem avaliado por outros internautas.

 E também tem as redes sociais que ajudam a fazer com que você se divulgue aparecendo mais para novas pessoas.  Nela é possível divulgar os seus serviços e pedir uma avaliação dos seus pacientes. É como diz a máxima “se você não é visto, não é lembrado”.

Telemedicina: ajuda para quem não tem tempo

Outro recurso que, graças à tecnologia, ajudou em muito à vida do médico. Com a inclusão da Telemedicina, ou atendimento remoto, na resolução do CMF, o paciente tem a possibilidade de ser atendido à distância. Sem prejudicar a sua atribulada rotina.

Assim, o médico é capaz de tirar dúvidas e orientar a quem precise. Com observações pontuais. E utilizando recursos de vídeo, é capaz de realizar um pré-atendimento. Agilizando e aumentando a assertividade da consulta física.

Com a telemedicina você pode participar de:

  • Videoconferências;
  • Teleconsultas;
  • Tele assistências;
  • Emissão de dados

Até mesmo contribuir auxiliando em uma cirurgia à distância torna-se algo mais simples. Pode parecer algo inviável, até mesmo distante da sua realidade. Mas é perfeitamente possível de se aplicar. Hoje celulares e computadores, itens do nosso cotidiano, tornam a telemedicina muito fácil.

Inclusão Social: esperança para deficientes

Um dos milagres que foi empregado pelo avanço tecnológico. Com a impressora 3D, agora é muito mais prático e econômico criar próteses. É possível atender o sonho de pessoas que perderam um membro de alguma forma.

Dessa maneira, elas se sentem mais confiante para se inserir no seu contexto social. Até mesmo na prática de esportes. O que antes parecia um sonho distante para quem não tinha mais esperança, torna-se realidade graças à união da medicina com a tecnologia.

Big Data: Um banco de dados à serviço do médico

Um dos aspectos mais inovadores que a tecnologia trouxe à medicina. O Big Data une um grande conjunto de determinados dados para serem analisados e interpretados de forma mais coerente.

Um dos grandes exemplos de sua aplicação na área da saúde é gerar relatórios para antever cenários de um diagnóstico em um paciente. Logo também é possível prever seu tratamento e assertividade dele quando aplicado.

Com isso há uma diminuição de gastos com pesquisa. E tais dados estarão disponíveis há todos os médicos que atendam pacientes com o mesmo sintoma. Tornando a disseminação do conhecimento muito mais simples.

O Big Data então torna-se uma ferramenta indispensável para ser usada e adaptada às suas necessidades. 

Contribui para a atenção primária à saúde

Com o intuito de combater e prevenir doenças estabelecidas em determinada área, os gestores de saúde usam a atenção primária como uma primeira ação para uma resposta regionalizada. A tecnologia ajuda contribuindo com:

  • Relatórios para os gestores, a fim de retratar as características daquela região;
  • Levantamento de dados epidemiológicos, desafogando o fluxo e agilizando tarefas;
  • Centralização das informações;
  • Agilidade no atendimento.

Com isso o atendimento torna-se mais assertivo para o paciente. Com os dados de sua saúde e da comunidade onde vive, ele receberá o melhor tratamento ou será encaminhado ao hospital.

Dois exemplos de onde a ação primária é executada são em casos de vacinação e prevenção de diabetes. 

Saúde na palma da mão do paciente

Com a tecnologia cada vez mais acessível, a população também passa a ser fator determinante no cuidado da sua saúde. E isso é feito de modo muito simples.

Hoje os aplicativos ajudam o usuário a acompanhar seus avanços e manter seu bem-estar. Desde apps que marcam o tempo da sua corrida e a contagem de quantos passos você deu em uma caminhada até séries de exercícios mais complexos para quem não pode pagar por uma academia. E vários desses são gratuitos.

Wearables: saúde na moda

Mas não é só no celular que a tecnologia ajuda. Ela também se torna mais prática e se adapta à moda com os wearables que são dispositivos vestíveis, que cumprem a mesma função dos apps de celular, mas são mais práticos de serem usados e bastante discretos. 

São ótimos para acompanhar, por exemplo, a frequência cardíaca. Medindo o ritmo das batidas de um coração.

Ele também pode atuar verificando níveis de pulsação. E até mesmo ajuda na verificação de valores da glicemia.

Dentre as vantagens, ele é extremamente prático para o paciente usar e manter consigo a todo momento. E dispensa as várias máquinas hospitalares levadas pelo médico para a verificação dos dados que precisa para o atendimento.

Software de gestão à serviço do médico

Você escolheu a área da medicina, mas não imaginou como gerir uma clínica é complicado. Precisa lidar com muitos aspectos dos quais você não aprendeu na faculdade. Mas isso mudou com a tecnologia.

Usando sistemas de gestão confiáveis como o Conclínica, você tem em um único lugar tudo o que precisa para manter o cotidiano do seu empreendimento. Gerenciar notas, organizar finanças e prontuários. Ainda Otimizando os pontos administrativos dentro do seu consultório. 

Conclusão

A tecnologia já faz parte e nos ajuda em inúmeros aspectos da nossa vida. E na medicina e no cuidado dos pacientes não poderia ser diferente.

É importante usá-la para facilitar sua vida. Seja na gestão da sua clínica ou no tratamentos dos pacientes. E assim como você atualiza os apps do seu celular, é importante se manter atualizado com as novidades tecnológicas. Elas vão a agregar mais ao seu atendimento.

Você já usa de tecnologias em seu cotidiano médico? Como um bom sistema de gestão de clínicas? Faça o teste grátis do Conclínica e veja como podemos tornar suas tarefas mais simples.

Categorias: Tecnologia

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *