fbpx

Não é de hoje que a tecnologia tem papel fundamental em nossa vida. Seus avanços acabaram por facilitar o dia a dia e a vida de muitos profissionais. Com a medicina não foi diferente.

A todo instante surge uma novidade que permite atuar da melhor forma nos diagnósticos, na prevenção e no tratamentos de doenças. Os avanços provocados pela tecnologia na medicina são incontáveis. Vão desde próteses à cirurgias, e também auxiliam na gestão clínica e em seu atendimento. Um dos avanços que a tecnologia nos trouxe, que vem crescendo cada vez mais em popularidade, foi a Telemedicina.

O seu surgimento tornou possível a assistência médica de qualidade chegar a lugares mais longes a qualquer momento. Além disso, cada vez mais é usada em hospitais e clínicas, ou por meio de sistemas de gestão, se tornando indispensável para o profissional de saúde.

Quer saber mais sobre a Telemedicina? O que é, como funciona e suas vantagens em usá-la para o seu atendimento? Vamos dizer tudo isso e mais nesse post.

O que é a telemedicina?

A telemedicina é uma área da telessaúde, com o propósito de oferecer e aperfeiçoar o atendimento médico de forma remota em prol da saúde do paciente, a educação e pesquisa em saúde. Ela também possibilita a troca de informações entre colegas médicos à distância.

Ela já é usada há muitos anos. Na década de 50, por exemplo, televisões eram utilizadas para levar atendimento a lugares distantes. O avanço tecnológico aperfeiçoou o processo. Hoje a internet, em nossos computadores, smartphones e tablets, tornaram o teleatendimento mais simples e prático.

Desde os anos 90, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a importância da telemedicina, em especial para casos em que não é possível levar um atendimento apropriado ao paciente, tornando a distância um fator crítico para serviços ligados à saúde.

Com o avanço da internet e a aplicação de tecnologias modernas, hoje é possível levar um atendimento médico de qualidade à qualquer ponto do país e do mundo, permitindo aos médicos ultrapassar as barreiras físicas de seus consultórios e hospitais para diminuir essas demandas em locais distantes, como carência de especialistas, dúvidas sobre tratamentos e segunda opinião médica, por exemplo.

A telemedicina se mostra uma ferramenta essencial para o médico em tempos de isolamento social. O médico pode continuar a exercer suas funções, acompanhar e emitir laudos a seus pacientes via home office, sem precisar expô-los e pensando na segurança daqueles que fazem parte do grupo de risco e manter o bom relacionamento.

Como funciona a telemedicina?

Na telemedicina, um profissional capacitado da área de saúde faz uso de equipamentos digitais, como softwares, e a internet para fazer atendimentos, emissão de laudos e mais.

Com isso, a telemedicina atua em três ramos:

Teleducação

Aqui o objetivo é capacitar e atualizar outros profissionais da saúde que estão distantes dos grandes centros, preparando-os para diversas situações do dia-a-dia médico. Com aulas, palestras e e-learning realizados por vídeo conferências, é uma ótima forma para promover o conhecimento para oferecerem um melhor atendimento aos pacientes.

Teleassistência

Tem como foco a observação em função do bem-estar do paciente. O médico usa da telemedicina para auxiliar profissionais de saúde presentes no local para monitorar o enfermo, seja em uma clínica local ou até mesmo em sua própria residência. 

Teleconsulta

Médicos usam da teleconsulta para buscar auxílio em uma consulta, buscando uma segunda opinião em um diagnóstico realizado ou orientação sobre um procedimento específico, por exemplo.

Inteligência Artificial na telemedicina

Uma das áreas com mais destaque e avanço tecnológico é a inteligência artificial, que usa de recursos inovadores para reproduzir a capacidade humana de solucionar problemas. Dessa forma, a inteligência pode cruzar informações e imagens digitais de exames para obter diagnósticos ainda mais precisos.

As vantagens da telemedicina para os médicos

Os benefícios de usar da telemedicina são vários, tanto para gestores quanto para os profissionais da saúde e as pessoas que não tem como chegar a hospitais ou clínicas médicas para receber um atendimento adequado.

Para os médicos as vantagens começam com:

Armazenamento na nuvem

Plataformas ou sistemas de gestão web que utilizam a telemedicina também permitem que laudos e dados de exames fiquem armazenados na nuvem, um espaço na internet dedicado a guardar dados e totalmente seguro.

Dessa forma, os documentos estarão protegidos de mau manuseio e de se perderem com o tempo, já que a legislação brasileira determina que tais informações se mantenham armazenadas por um mínimo de 20 anos. Eliminando a necessidade de um lugar físico para serem guardados.

Aumento da produtividade da equipe

Ao usar um especialista via telemedicina para auxiliar em um atendimento, o médico pode dedicar esse tempo ganho para outras tarefas que também necessitam de sua atenção.

Dessa forma, não só o médico, mas toda a equipe, ganha mais tempo para esclarecer outras dúvidas e organizar a rotina da clínica.

Redução de custos

Com a possibilidade de realizar a anamnese com sua assinatura digital, o médico ganha nos custos habituais de papel e filmes radiográficos para exames. Além de uma economia gerada no espaço físico da sua clínica, visto que o médico pode digitalizar esses documentos e armazenar em nuvem, como citamos acima, refletindo diretamente em seu fluxo de caixa.

Enviar receitas via SMS

Um dos pontos da telemedicina que mais se destaca é a possibilidade de enviar receitas aos pacientes via SMS. Dessa forma, o médico gera uma grande economia não só para ele, que não precisa usar de papel para escrever a receita (o que pode gerar confusão por parte da famosa “letra de médico”) como ao paciente, que não precisa mais se deslocar até o consultório para um atendimento.

Outra opção é adotar o uso da prescrição digital.

As vantagens da telemedicina aos pacientes

Tratamento e monitoramento de pacientes em condições crônicas

O uso da teleconsulta permite ao médico acompanhar doentes crônicos remotamente, da sua casa, durante o home office, ou da clínica hospitalar. 

E, como o sistema permite armazenar dados do paciente, como exames, medicações e recomendações médicas, por exemplo, na nuvem, pode ser acessado pelo o próprio paciente, ou seus familiares, para esclarecer qualquer dúvida.

Acessibilidade  à todos

A oferta de um atendimento médico acessível a todos, independente da distância, é com certeza uma grande vantagem que a telemedicina oferece.

Principalmente aqui no Brasil, um país enorme onde sabemos que existe uma população carente de um atendimento médico de qualidade por morarem em regiões remotas.

A telemedicina vem transformando a atuação dos médicos, diminuindo as desigualdades em acessos à laudos completos e confiáveis de qualquer lugar.

Garantia de exames de qualidade

Da mesma forma que a telemedicina ajuda no atendimento à pessoas que não tem acesso a um atendimento de qualidade, ela também permite a essas pessoas fazerem exames com melhores equipamentos e laudos, sem ter que se deslocar até o hospital.

Uma comodidade muito bem-vinda, principalmente a idosos e pessoas que não podem se locomover com tanta facilidade, como deficientes físicos e grávidas, por exemplo.

A regulação da telemedicina no Brasil

Inicialmente, no Brasil, foi adotado as normas éticas e padrões estabelecidos pela American Telemedicine Association (Associação Americana de Telemedicina) mas, desde 2002, o Conselho Federal de Medicina (CFM), com a Lei 1.643/2002, passou a regularizar o uso da tecnologia.

Nessa Lei, o órgão informa que os consultórios que utilizam a telemedicina devem ter todos os recursos tecnológicos para fazê-lo, além de obedecer às normas técnicas do CFM que dizem respeito à:

  • guarda, manuseio e transição de dados;
  • confidencialidade;
  • privacidade e sigilo profissional.

O CFM também ressalta a Lei 12.842/2013, onde consta que somente médicos que possuam assinatura eletrônica podem emitir laudos à distância. Em fevereiro de 2019, a Lei 2.227/2018 aprovava a realização de consultas com o uso da telemedicina mas, após muita polêmica, ela foi revogada.

Os avanços tecnológicos da saúde trouxeram benefícios a todos. A telemedicina permite acesso à serviço médico de qualidade para aqueles que não o possuem por causa da distância à área carentes do nosso país.

Além de ser útil ao médico, que pode prestar seu atendimento à distância, e ajudar pacientes que não podem se dirigir à clínica. Tornando seu acesso mais democrático a todos.

Gostou desse texto? Compartilhe com colegas que queiram todas as informações sobre o uso da telemedicina e conheça essa e outras funcionalidades do Conclínica que facilitam a gestão e o atendimento da sua clínica.

Categorias: Relacionamento

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *